Conheça as próteses dentárias disponíveis

Uma pessoa pode perder dentes por três motivos: cárie, doenças das gengivas e por traumatismos.

Quando a pessoa perde dente(s) os que estão ao lado e os oponentes tendem a mover-se para o espaço livre provocando todo o tipo de desequilíbrios nas arcadas dentárias.  Também se dá a reabsorção do osso alveolar, absorvido pelo organismo; esse é o osso esponjoso onde estão implantadas as raízes dos dentes.

Para evitar problemas nas funções estéticas e mastigatórias foram criadas as próteses dentárias. Hoje além de evitar problemas com tais funções, as próteses cada vez mais valorizam o lado estético.

Os tipos de próteses dentárias

As próteses dentárias podem ser divididas em dois grandes grupos:

  • as removíveis: podem ser retiradas sempre que o paciente desejar;
  • as fixas: cimentadas no lugar com uma cola especial que só o dentista poderá remover.

Ambos os grupos podem ser parciais ou totais. Parciais são quando apenas alguns dentes são substituídos. Já as totais são quando todos os dentes são substituídos.

A prótese removível total mais conhecida é a chamada dentadura, que o Laboratório de Prótese Dentária Poubel não trabalha.

Em relação as próteses fixas, elas só podem ser totais em caso de implantes.

Prótese dentária removível

Prótese parcial removível

A prótese parcial removívelpode ser feita totalmente em acrílico ou ter uma parte metálica, chamada esqueleto. Sua função é substituir um ou mais dentes.

Este tipo de prótese é mantida na boca pelas retenções presentes nos dentes que ainda restam. Apóia-se nos tecidos moles e no caso de algumas esqueléticas também nos dentes naturais ainda presentes.

Uma prótese dentária parcial removível com esqueleto

Prótese dentária total removível

Dentadura, a prótese total removível Normalmente esse tipo de prótese é feita em acrílico e destina-se e destinam-se à substituição de todos os dentes. São suportadas apenas pelos tecidos moles e estrutura óssea subjacente.

Mantém-se na boca pela ação conjunta de pequenas retenções da anatomia do que resta do osso alvéolar, da língua, dos músculos faciais, e no caso da prótese superior, do efeito de vácuo entre a superfície interna da prótese e o palato (céu da boca).

A retenção destas próteses é muito problemática quando há uma reabsorção quase total do osso alvéolar. São esses os casos nem tão incomuns da dentadura sair completamente a boca da pessoa.  Nesta situação a única solução é recorrer aos implantes.

Os dentes utilizados nas próteses removíveis, tanto nas parciais quanto nas totais, são normalmente dentes pré fabricados em acrílico. Podem eventualmente ser usados dentes feitos em porcelana por um protético de modo a tornar menos artificial a prótese e a dar uma maior duração. É claro isso tornará a prótese mais cara devido a mão-de-obra extra.

Os dentes de porcelana têm a vantagem de resistirem muito mais ao desgaste, terem um aspecto mais natural e não sofrerem alterações na cor com o tempo. Por outro lado são muito mais caros e difíceis de reparar quando se partem.

Toda pessoa que usa prótese removível deve ter em mente que elas tem um período de vida limitado pelas contínuas alterações da boca e sua estrutura e também, pelo próprio desgaste do material usado na confecção da prótese.

Prótese dentária fixa

As próteses fixas são constituídas por coroas e pontes.

Atualmente usa-se muito coroas e pontes metalo-cerâmicas, feitas com estrutura interna de metal, para lhes dar robustez, e recobertas com cerâmica com a tonalidade dos dentes do paciente. Também poderão ser feitas só de metal ou só de cerâmica.

Em matéria de restauração dentária as coroas de cerâmica pura são altamente estéticas e de longa durabilidade.

Têm propriedades ópticas semelhantes às dos dentes naturais produzindo o melhor resultado estético que é possível alcançar com a tecnologia atualmente disponível.

Coroas

As coroas são capas que se destinam a reconstruir a coroa natural do dente parcialmente destruído. Implica a existência de parte da estrutura do dente que se propõe reconstruir e ao qual será cimentada.

A coroa é uma capa usada para reconstruir a coroa natural do dente parcialmente destruído

Ponte

A ponte é uma restauração protésica destinada a substituir um ou mais dentes, apoiando-se em dentes vizinhos ao espaço desdentado. Os elementos que ficam suspensos são denominados pônticos.

Esquema de colocação de uma ponte dentária típica

Uma ponte dentária, com a aparência típica

Todos as próteses fixas são feitas em laboratórios de prótese dentária por protéticos e não pelo dentista.

Uma prótese fixa não deve ser confundida com uma coroa acrílica (os chamados pivots ou provisórios) que muitas vezes são aplicados pelos dentistas enquanto a prótese fixa não fica pronta.

Be Sociable, Share!