Imbra, falta de foco nas sua competências levou-a a falência

A Imbra talvez tenha sido a maior rede de tratamentos odontológicos do Brasil. E hoje está em situação falimentar, com centenas de consumidores lesados, que pagaram por tratamentos odontológicos e não os devem receber.

Em São Paulo todas as unidades da Imbra estão paradas e os salários dos funcionários atrasados. No Recife clientes registraram ocorrências na delegacia, que ainda está apurando se se trata de uma relação de consumo, regida pelo Código de Defesa do Consumidor, ou um estelionato. No dia 06/10, a empresa pediu falência no Tribunal de Justiça de São Paulo, declarando ser incapaz de pagar dívidas que ultrapassam R$ 221 milhões.

Imbra, um exemplo da falácia que posuir laboratório próprio de prótese representa melhor atendimento e preços aos pacientes Comprada pela GP Investimentos em setembro de 2008, a Imbra foi um dos poucos fracassos do fundo de 'private equity' fundado por Jorge Paulo Lemann. Mesmo comandando a gestão da empresa, o fundo não conseguiu livrá-la do histórico de maus resultados – e tampouco conseguiu recuperar o investimento feito (cerca de 180 milhões de reais).

A Imbra foi vendida para o grupo Arbeit, de Oscar Muller, em junho deste ano, pelo simbólico valor de 1,80 real. Muller é conhecido por comprar empresas em apuros e pagar pechinchas por elas. Nesse caso, ele não conseguiu re-erguer a empresa deixando milhares de clientes na mão.

 

O que a falência da Imbra nos ensina, clientes, dentistas e protéticos…

A Imbra tinha um modelo de gestão que previa que todo o tratamento odontológico seria feito nela, da consulta ao dentista à prótese dentária. Numa época em cada vez mais os negócios se especializam procurado suas competência principais, o modelo de gestão da Imbra previa uma volta ao passado, onde a própria empresa realizaria todas as etapas de um tratamento dentário.

Vou comparar a Imbra ao Bradesco de 30 anos atrás e isso mostrará o quanto esse modelo de gestão dela era e é inadequado, caso alguma clínica dentária utilize-o.

Há 30 anos atrás (talvez um pouco mais…) o Bradesco tinha uma gráfica própria que imprimia seus formulários, tinha um setor de marcenaria, para fazer os móveis de suas agências e tinha sua própria empresa de carros-forte para coletar o dinheiro de suas agências. Hoje o Bradesco não tem mais nada disso, terceirizou todas essas atividades para se concentrar na sua competência principal, que é emprestar dinheiro. O resultado é que ano após ano o Bradesco bate recordes de lucros.

A Imbra ao contrário, fazia tudo internamente. Com isso não tinha eficiência em seus processos e ano após anos acumulava prejuízos. O resultado final foi a falência esse ano, deixando milhares de consumidores na mão.

Todos nós, dentistas e protéticos, temos uma vaidade de querermos ter uma clínica, consultório ou laboratório que realize todos os trabalhos mas isso pode levar a uma tremenda ineficiência nos processos, com o conseqüente acúmulo de prejuízos. É uma necessidade diária nos forcarmos no que fazemos bem e terceirizarmos o que não fazemos tão bem.

Vejo muitos dentistas divulgarem anúncios em Jornais que tem laboratório de prótese próprio como se isso fosse uma grande vantagem. Na verdade não é e o que ocorreu com a Imbra mostra isso. O que é esquecido nesses anúncios é que os custos fixos de uma laboratório de prótese são divididos por um número menor de trabalhos e no final quem acaba pagando a conta é o cliente.

Um laboratório de prótese trabalha com dezenas de dentistas e com isso tem uma quantidade de trabalhos maior, permitindo dividir os custos de mão-de-obra, equipamentos, energia, aluguel, etc., entre um maior número de trabalhos. O resultado é que o preço é menor para o dentista, que tem condições de cobrar menos dos seus pacientes. Isso sem contar a qualidade, que é maior, devido a especialização na prótese.

Por isso, questione sempre se realmente é vantagem ir a uma clínica dentária que “possui prótese própria”. É provável que o custo do seu tratamento dentário seja maior do que poderia ser se ela terceirizasse a prótese dentária.

Tags: